Angel Costa

Angel Costa

Na web desde 1995…

#WordPress #Tecnologia #Consultoria #Soluções


Dentro da mente de um mestre procrastinador

Esta é uma tradução livre do vídeo da Ted Talk realizada por Tim Urban que pode ser vista no Youtube.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 1
Tim Urban

Na faculdade, fiz a especialização em Governo, o que significa que precisei escrever vários artigos. Quando um estudante normal escreve um artigo, ele pode distribuir o trabalho mais ou menos assim:

Dentro da mente de um mestre procrastinador 2
Data do trabalho – Prazo pra entrega

Então, veja, você pode começar um pouco devagar, mas você faz o bastante na primeira semana para que, com mais alguns dias de esforço, tudo fique pronto, uma situação civilizada.

E eu gostaria de fazer assim. Essa era a ideia. Eu estava com tudo pronto para começar, mas então, quando o artigo chegava de fato, eu acabava fazendo meio que deste jeito.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 3

E isso acontecia com todos os artigos. Então veio a monografia final de 90 páginas, um trabalho que você deveria passar um ano fazendo. Eu sabia que, para um texto assim, meu fluxo de trabalho normal não era uma opção. Era um projeto grande demais. Então, eu planejei as coisas e decidi que precisava fazer algo como isso.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 4

Isso é como o ano seria. Eu começaria leve, aceleraria um pouco nos meses do meio, e no final iria mandar bala, como uma escadinha. O quão difícil seria subir essas escadas? Nada demais, certo?

Mas aí, a coisa mais engraçada aconteceu. Aqueles primeiros meses do começo? Eles vieram e se foram, e não consegui fazer quase nada. Então fizemos um plano incrível, novo e revisado. E então…

Dentro da mente de um mestre procrastinador 5

Então, aqueles meses do meio se passaram e eu não tinha escrito palavras concretas, então aqui estávamos nós.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 6

E dois meses viraram um mês, que virou duas semanas.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 7

E um dia eu acordei faltando três dias para o prazo final!

Dentro da mente de um mestre procrastinador 8

Sem ter escrito uma palavra, e fiz então a única coisa que poderia: escrevi 90 páginas em 72 horas, virando não uma, mas duas noites, seres humanos não deveriam virar duas noites seguidas, corri pelo campus, mergulhei em câmera lenta, e deixei lá exatamente no prazo final.

Isso não aconteceu.

Pensei que seria o fim de tudo. Mas, uma semana depois, recebi uma ligação e era a faculdade. Disseram: “ É o Tim Urban?” E eu disse: “ É”. Disseram: “ Precisamos falar sobre a sua monografia”. E eu disse: “ Tudo bem”. E disseram: “ É a melhor que nós já vimos “.

Ficou uma monografia muito, muito ruim. Eu só queria curtir esse momento único em que todos vocês pensaram: “Esse cara é fantástico!”

Não, ficou muito, muito ruim.

Enfim, hoje eu sou um escritor-blogueiro. Eu escrevo o blog “Wait But Why”. E há alguns anos decidi escrever sobre procrastinação. Meu comportamento sempre perplexou os não procrastinadores ao meu redor, e eu queria explicar aos não procrastinadores do mundo o que se passa na cabeça dos procrastinadores, e por que somos como somos.

Eu tinha uma hipótese de que os cérebros dos procrastinadores eram de fato diferentes dos cérebros das outras pessoas. E para testar isso, encontrei um laboratório de RM que me permitiu escanear o meu cérebro e também o cérebro de um não procrastinador comprovado, para que eu pudesse compará-los.

Eu trouxe os resultados aqui para mostrar a vocês. Quero que olhem com atenção para ver se notam a diferença. Eu sei que se você não é um especialista em cérebros isso não é tão óbvio, mas apenas dê uma olhada, OK? Então aqui está o cérebro de um não procrastinador.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 9
Mente de um não-procrastinador

Agora… aqui está o meu cérebro.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 10
Mente de um procrastinador

Existe uma diferença. Ambos os cérebros têm um Tomador de Decisões Racional, mas o cérebro do procrastinador também tem um Macaco da Gratificação Instantânea. Agora, o que isso significa para o procrastinador? Significa que tudo vai bem até que isso aconteça.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 11
– É a hora perfeita para fazer um trabalho; – Não!

Então o Tomador de Decisões Racional fará a escolha racional de fazer algo produtivo, mas o Macaco não gosta desse plano, então ele assume o volante e diz:

Dentro da mente de um mestre procrastinador 12
Vamos assistir a vários vídeos no Youtube…

“Na verdade, vamos ler a página da Wikipedia inteira sobre o escândalo de Nancy Kerrigan e Tonya Harding, porque eu acabei de lembrar que isso aconteceu”. Então, vamos para a geladeira ver se apareceu alguma coisa nova ali nos últimos dez minutos.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 13
Depois reorganizar nossa lista de coisas a fazer…

Depois disso, vamos para uma espiral de YouTube que começa com vídeos de Richard Feynman sobre ímãs e termina muito depois, com a gente assistindo a entrevistas com a mãe do Justin Bieber.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 14
Até acabarmos vai ser tarde demais e não vai dar pra fazer o trabalho…

“Tudo isso vai demorar um pouco, então realmente não teremos espaço na agenda para qualquer trabalho hoje. Desculpe!”

Então, o que está havendo aqui? O Macaco da Gratificação Instantânea não parece ser o cara que você quer atrás do volante. Ele vive inteiramente no momento presente. Ele não tem memória do passado, nem conhecimento do futuro, e só se importa com duas coisas: fácil e divertido.

É que no mundo animal isso funciona bem. Se você é um cachorro e passa sua vida inteira sem fazer nada além de coisas cômodas e divertidas, você é um enorme sucesso!

Dentro da mente de um mestre procrastinador 15
Fácil e divertido

E para o Macaco, humanos são apenas outra espécie animal. Você tem que dormir bem, alimentar-se bem e propagar-se para a próxima geração, o que, em tempos tribais, deve ter funcionado bem.

Mas, se você não percebeu, não estamos mais em tempos tribais. Estamos em uma civilização avançada, e o Macaco não sabe o que é isso. E é por isso que temos outro cara em nosso cérebro, o Tomador de Decisões Racional, que nos dá a habilidade de fazer coisas que nenhum outro animal faz.

Nós podemos visualizar o futuro. Nós podemos ver o quadro completo. Nós podemos fazer planos no longo prazo. E ele quer levar tudo isso em consideração. Ele só quer que a gente faça aquilo que faz sentido que seja feito agora.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 16
O que fizer sentido

Sim, às vezes faz sentido fazer coisas que são cômodas e divertidas, como jantar ou ir para a cama, ou aproveitar um tempo de lazer merecido. É por isso que há uma sobreposição. Às vezes eles estão de acordo.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 17
Fácil e divertido x O que fizer sentido

Mas outras vezes, faz muito mais sentido fazer coisas que são difíceis e menos prazerosas, em nome do quadro completo.

E é aí que nós temos um conflito. E para um procrastinador, esse conflito tende a terminar de um certo jeito toda vez, deixando que ele passe muito tempo nessa zona laranja, um lugar de comodidade e diversão totalmente fora do círculo do razoável. Eu chamo de Parque Obscuro.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 18
Parque obscuro

O Parque Obscuro é um lugar que todos vocês procrastinadores por aí conhecem muito bem. É onde atividades de lazer acontecem nos momentos em que atividades de lazer não deveriam estar acontecendo.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 19
Parque obscuro

A diversão que você tem no Parque Obscuro não é realmente divertida, porque é completamente imerecida, e o ar fica repleto de culpa, temor, ansiedade, ódio a si mesmo, todos esses bons sentimentos dos procrastinadores.

E a questão é que, nessa situação, com o Macaco atrás do volante, como o procrastinador vai conseguir sair para essa zona azul, um lugar menos agradável, mas onde as coisas realmente importantes acontecem?

Dentro da mente de um mestre procrastinador 20
Coisas difíceis

Bem, acontece que o procrastinador tem um anjo da guarda, alguém que está sempre olhando por ele e o acompanhando em seus momentos mais sombrios: alguém chamado Monstro do Pânico.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 21
O monstro do pânico

O Monstro do Pânico está adormecido a maior parte do tempo, mas ele subitamente acorda sempre que um prazo chega muito perto ou existe o risco de constrangimento público, um desastre na carreira ou outra consequência assustadora.

E o mais importante: ele é a única coisa de que o Macaco tem medo. Ele se tornou muito relevante na minha vida, bem recentemente, porque o pessoal do TED me procurou há seis meses e me convidou para fazer uma Palestra TED.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 22
Eu apresentei uma TED talk uma vez…

E claro, eu disse sim. Sempre foi um sonho meu ter feito uma Palestra TED no passado.

Mas no meio de toda essa empolgação, o Tomador de Decisões Racional pareceu ter outra coisa em mente. Ele dizia: “Temos noção do que acabamos de aceitar?

Entendemos o que vai acontecer em um dia do futuro a partir de agora? Precisamos sentar e trabalhar nisso agora”.

E o Macaco disse: “Concordo totalmente, mas vamos só abrir o Google Earth e dar um zoom profundo na Índia, tipo 60 metros acima do chão, e rolar para cima por duas horas e meia até enxergar o país inteiro, para termos uma melhor noção da Índia”. E foi isso que fizemos naquele dia.

E no que seis meses viraram quatro, e depois dois, e depois um, o pessoal do TED resolveu divulgar os palestrantes. Eu abri o site e lá estava a minha cara, olhando para mim. E adivinha quem acordou?

Dentro da mente de um mestre procrastinador 23

Então o Monstro do Pânico começa a perder a cabeça e, alguns segundos depois, todo o sistema está em caos.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 24

E o Macaco, lembrem, ele tem pavor do Monstro do Pânico, bum, ele foge para a árvore! E finalmente, o Tomador de Decisões Racional pode assumir o volante e eu posso começar a trabalhar na palestra.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 25

O Monstro do Pânico explica todos os tipos de comportamentos bem insanos dos procrastinadores, por exemplo, alguém como eu conseguir passar duas semanas incapaz de começar a primeira frase de um texto e, então, encontrar milagrosamente a incrível ética de trabalho para ficar acordado a noite inteira e escrever oito páginas.

E toda essa situação, com os três personagens, é o sistema do procrastinador. Não é bonito, mas no fim funciona. É por isso que resolvi escrever sobre isso no blog, uns anos atrás. Quando escrevi, fiquei impressionado com as respostas.

Literalmente milhares de e-mails chegaram, de todos os tipos de pessoas, do mundo inteiro, que fazem todos os tipos de coisas. Essas pessoas eram enfermeiras, bancários, pintores, engenheiros e muitos, muitos alunos de doutorado.

E todos eles estão escrevendo dizendo a mesma coisa: “Eu tenho esse problema também”.

Mas o que me espanta é o contraste entre o tom leve da minha postagem e o peso daqueles e-mails. Essas pessoas estavam escrevendo com uma frustração intensa sobre o que a procrastinação tinha feito em suas vidas, sobre o que esse Macaco tinha feito a elas.

Eu pensei sobre isso, e disse: “Se o sistema do procrastinador funciona, então o que está havendo? Por que todas essas pessoas estão em uma escuridão assim?”

Bem, acontece que existem dois tipos de procrastinação. Tudo sobre o que eu falei hoje, os exemplos que eu dei, todos eles têm prazos. E quando existem prazos, os efeitos da procrastinação ficam restritos ao curto prazo porque o Monstro do Pânico está envolvido.

Mas existe um segundo tipo de procrastinação que acontece em situações em que não há prazo. Se você escolheu uma carreira em que você é autônomo, algo nas artes, algo empreendedor, não existem prazos para essas coisas a princípio, porque nada está acontecendo, até que você tenha feito o trabalho duro de pegar impulso, de fazer as coisas acontecerem.

Também existem todas as coisas importantes fora da carreira que não envolvem nenhum prazo, como ver a família ou fazer exercícios e cuidar da saúde, trabalhar em seu relacionamento ou sair de um relacionamento que não está funcionando.

Mas se o único mecanismo do procrastinador para fazer essas coisas difíceis é o Monstro do Pânico, isso é um problema, porque em todas essas situações sem prazos o Monstro do Pânico não aparece.

Ele não tem o que o faça acordar, então os efeitos da procrastinação não são contidos, eles simplesmente se prolongam ao infinito. Esse tipo de procrastinação de longo prazo é muito menos visível e muito menos comentado do que aquele mais engraçado, de curto prazo, baseado em prazos.

Normalmente é sofrido em silêncio e solitariamente. E isso pode ser a fonte de uma enorme infelicidade de longo prazo, e de arrependimentos. E eu pensei: “É por isso que essas pessoas estão escrevendo e é por isso que estão em uma situação tão ruim”.

Não é que elas estejam penando para dar conta de algum projeto. É que a procrastinação de longo prazo os fez se sentirem expectadores, às vezes, de suas próprias vidas. A frustração não é por não conseguirem alcançar seus sonhos, é por não terem sido capazes nem de começar a persegui-los.

Então eu li esses e-mails e tive uma espécie de epifania: eu não acredito que não procrastinadores existam. É isso mesmo. Eu acho que todos vocês são procrastinadores. Certo, vocês podem não ser uma bagunça total, como alguns de nós, e alguns de vocês podem ter uma relação saudável com prazos, mas lembrem: o truque mais traiçoeiro do Macaco é quando os prazos não estão lá.

Agora eu quero mostrar a vocês uma última coisa. Chamo isso de Calendário da Vida.

Dentro da mente de um mestre procrastinador 26
Calendário da vida

Aí tem uma caixinha para cada semana de uma vida de 90 anos. Não são tantas caixinhas assim, especialmente porque já usamos um monte delas.

Então acho que deveríamos dar uma longa e boa olhada nesse calendário. Precisamos pensar no que estamos realmente procrastinando, porque todo mundo está procrastinando em alguma coisa na vida. Precisamos estar mais conscientes sobre o Macaco da Gratificação Instantânea.

Esse é um trabalho para todos nós. E por não ter tantas caixinhas aí, esse é um trabalho que provavelmente deveríamos começar hoje.

Bem, talvez não hoje, mas…

Você sabe.

Em breve.

Obrigado.


Copyright 2019 - AngelCosta - Política de Privacidade